(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Como proceder com uma gravidez após FIV?

Fertilização in vitro: Entenda como funciona a FIV e os principais cuidados do processo

Com a fertilização, os embriões são desenvolvidos e posteriormente são transferidos para o endométrio da paciente no tratamento de FIV. Quando ocorre a implantação, as células trofoblásticas do blastocisto produzem gonadotrofina coriônica humana (hCG), hormônio que é responsável pelo suporte do corpo lúteo. O corpo lúteo produz esteroides e a progesterona é o hormônio principal para o crescimento da gravidez a partir da 7 até cerca da 10 semana aproximadamente. A partir dessa etapa a produção de hormônios pelo corpo lúteo é substituída pela placenta.

A gravidez é detectada através da medição do nível de hCG que é produzido por células do sinciciotrofoblasto do embrião em desenvolvimento. O hormônio é detectado utilizando o anticorpo da subunidade beta de hCG, chamado de beta-hCG.

O exame é realizado após 12 dias da data de transferência do embrião, uma segunda medição é realizada após 48 horas mais tarde. No entanto, o sinal de gravidez só poderá ser observado no ultrassom obstétrico transvaginal a partir da 6 semana após o último período menstrual.

Cuidados na gravidez após a FIV

As pacientes que engravidam após um tratamento de Fertilização in vitro (FIV), possuem diversas dúvidas sobre os cuidados na gravidez e ficam preocupadas com o seu bem-estar e do bebê.

Deste modo, antes de serem enviadas aos cuidados obstétricos, é importante que a paciente permaneça sobre o cuidado e a orientação do médico especialista em reprodução humana assistida até o 12 semana de gestação (3 mês), seja orientada quanto as recomendações nutricionais, cuidados quanto a segurança do bebê e também suas necessidades psicológicas, pois em alguns casos, a longa luta com a infertilidade pode ocasionar estresses, ansiedade e depressão.

1 Trimestre

Já nos primeiros meses de gestação, a mulher passa a apresentar várias mudanças em seu organismo e isso não difere se a gestação foi alcançada por um processo espontâneo ou pela FIV.

Uma pergunta bastante frequente é em relação ao repouso. A paciente que não tiver apresentando sangramento pode levar uma vida normal com exceção a ginástica de impacto.

Dois dos primeiros sintomas da grávida são a cólica e o inchaço das mamas, o qual é bastante pronunciado nos dois primeiros meses. Esse sintoma costuma desaparecer ao redor da 12 – 15 semana de gravidez.

O enjoo pode aparecer logo no primeiro mês. Se discretos, algumas medidas simples como dieta fracionada e medicamentos anti-eméticos podem resolver.

Todas as gestantes precisam cuidar bem da alimentação, mantendo uma dieta saudável e equilibrada com muitos legumes, verduras, frutas e grãos. Nessa fase o acompanhamento com a nutricionista é muito importante.

As relações sexuais podem acontecer durante a gravidez, mas em casos específicos sob determinação médica deve ser evitada.

Independente do procedimento realizado antes da gestação, seja pela gravidez espontânea ou com auxílio das técnicas de reprodução humana assistida, os cuidados recomendados pelo médico são os mesmos. Sendo assim, é importante procurar formas do casal se sentir bem emocionalmente.

 

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp