(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Fertilização in vitro: saiba tudo sobre os riscos e precauções para o bebê no processo

Fertilização 01/09/2010

A Fertilização in vitro (FIV) é um tratamento de alta complexidade em que os espermatozoides e os óvulos são fertilizados fora do organismo materno em ambiente laboratorial. Na FIV, um ou mais óvulos fertilizados serão desenvolvidos para embriões e estes transferidos para o endométrio (revestimento interno do útero). Após a transferência, o embrião deve se implantar e se desenvolver.

Riscos e precauções para o bebê no processo

O paciente ao escolher por realizar o tratamento de FIV, deve ter em mente que o sucesso do tratamento vai além do beta positivo. O principal fato para dizer que o tratamento foi realizado com sucesso é o bebê saudável em casa.

Você sabia que você tem a idade do seu óvulo? A taxa de gravidez diminui conforme a idade do óvulo porque quanto maior for a idade da paciente menor é qualidade do óvulo e a taxa de sucesso e maior a taxa de aborto. Deste modo a qualidade embrionária é imprescindível para que o tratamento de reprodução humana assistida dê certo.

Mulheres com mais de 35 anos de idade, pacientes com aborto de repetição, falhas sucessivas na fertilização in vitro têm indicação para fazer a biópsia embrionária (exame cromossômico) afim de identificar possíveis doenças cromossômicas e aumentar as chances de nascimento de bebês saudáveis.

A biópsia embrionária é realizada por rastreamento genético pré-implantacional do embrião (PGS – Preimplantation Genetic Screening). Durante o PGS, uma ou mais células do embrião são retiradas e observadas com objetivo de verificar se há anormalidades cromossômicas como a Síndrome de Down, Edwars e também doenças ligadas aos genes, como a distrofia muscular de Duschenne e anemia falciforme.

Recebemos muitos casais em nossa clínica, mesmo sem causa de infertilidade diagnosticada, que procuram pela fertilização in vitro para evitar que seu filho tenha doença genética herdada pela família e também quando a mulher é mais velha e tem medo de tentar engravidar naturalmente para não correr o risco de ter um bebê sindrômico.

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp