(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Manual de boas práticas: como melhorar o resultado da FIV?

É muito comum ser perguntado sobre como melhorar a fertilidade, se há algo a fazer. Os pacientes não querem manter uma postura de meros espectadores; querem sim atuar e participar ativamente do tratamento e da construção de seu sonho.

Assim, A Neo Vita criou os 7 pilares para a Fertilidade, que consistem em passos que fazem a diferença para quem deseja alcançar a tão sonhada gravidez com a FIV.

1- Alimentação

Ponto de suma importância. Há nutrientes específicos fundamentais para o desenvolvimento do embrião e devem ser consumidos antes do início da gravidez.

A alimentação realizada nos últimos três meses impacta sobre a qualidade dos óvulos e espermatozoides, assim sendo, o quanto antes criarmos hábitos saudáveis, melhor. Os próprios hormônios são produzidos a depender da nossa alimentação.

Também posso dizer que a principal causa de infertilidade, a anovulação, pode ser revertida simplesmente mudando a dieta, sem a necessidade de nenhum medicamento.

A dieta ideal para a fertilidade exige redução no consumo de açúcar e gorduras trans, a troca de proteínas animais por vegetais, consumir mais ferro, polivitamínicos e fibras e – de maneira surpreendente – consumir leite e laticínios integrais, ricos em gorduras.

2 – Estilo de vida

Não resta dúvidas de que temos que levar uma vida melhor, mais feliz, “leve” e com qualidade. Não conseguir engravidar muitas vezes é um dos reflexos da terrível “vida moderna” que levamos; de moderna é só o nome, pois uma vida estressante, sem tempo livre e sem lazer não pode ser considerada boa. Procure atentar para os pontos:

Atividade Física: ao menos 3 vezes por semana, 30 minutos seguidos.

Controle do Peso: reduzir o peso, evitando a obesidade.

Cigarro: proibido. Na mulher, antecipa a menopausa e prejudica os óvulos. No homem, piora a qualidade do sêmen e diminui sua motilidade.

Bebida: consumir de maneira regrada. Não são proibidas, desde que seja de uso mínimo.

Drogas: proibidas.

3 – Controle da Ansiedade

É uma queixa muito grande dos maridos com relação às esposas. Os homens são afetados da mesma forma. Isso nos leva a crer que não é o efeito das medicações que causa a ansiedade, mas o fato de ter uma meta difícil e trabalhosa a ser cumprida. Ajudam a reduzir ou acabar com a ansiedade:

Tai Chi

Acupuntura

Terapia: Gestalt/Jungiana

Religião

Cozinhar

Massagens

Exercícios

Fins-de-semana livres

Ouvir música

Jardinagem

Leitura

Passar mais tempo com amigos e família

Amar o (a) parceiro (a)

4 – Interação com o parceiro

O tratamento é do casal. Não há como engravidar sem que essa interação seja harmônica. Recomendo e indico que os casais tornem-se amantes melhores e mais usuais. Isso diz respeito a sexo sim, mas não só. Em um ciclo natural ou de namoro programado, as relações não devem ser entendidas como algo enfadonho e obrigatório, mas sim como um prazer e um momento de intimidade máxima do casal. Isso vale também para os demais tratamentos, guardando-se os períodos de abstinência recomendados.

5 – Dedicação ao tratamento

O tratamento implica em doar seu tempo, vontade e dedicação para cumprir uma meta e realizar um sonho. Se somos assim na vida profissional, o que nos impede de ter a mesma postura na vida pessoal?

Horários: devem ser respeitados, tanto de consultas como de aplicação das medicações. Os horários das cirurgias são calculados com base no melhor momento de fertilizar os óvulos e por este motivo um atraso em uma consulta faz o médico atrasar toda sua agenda, prejudicando todos os outros casais que serão atendidos na sequência.

Medicações corretas: atenção ao nome, dose e horários das medicações. Embora seu uso seja orientado pela equipe de assistência e que as dificuldades na aplicação sejam mínimas, é comum a ansiedade e falta de atenção causarem erro nas aplicações. Um simples descuido pode colocar todo o tratamento a perder. Qualquer erro na aplicação deve ser comunicado para que possamos contornar e corrigir.

6 – Vitaminas

As vitaminas mais importantes são o ácido fólico (previne defeitos de fechamento do tubo neural, uma série de doenças cerebrais e da medula), Ferro e Zinco. A maioria dos polivitamínicos prescritos contém quantidades suficientes destas vitaminas, mas isso não exclui realizar uma dieta bem balanceada

7 – Sono

Uma noite de sono bem dormida não é um luxo, é uma necessidade. Não dormir ao menos 8 horas por noite pode trazer queda de imunidade, desbalanço hormonal, fadiga, inflamações etc. Falta de sono pode alterar o ciclo menstrual e atrasar a ovulação.

O escuro completo é muito importante. Evite luzes, mesmo que fracas, no ambiente de sono. A luz pode afetar a ação da Melatonina, um hormônio implicado na regulação da ovulação e em uma infinidade de ritmos biológicos. Deixe também aparelhos que emitem ondas eletromagnéticas (como telefones celulares) longe do corpo.

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp