(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Saiba tudo sobre Fertilização in vitro para casal homoafetivo

De acordo com a permissão do Conselho Federal de Medicina (CFM) os casais homoafetivos podem procurar as clínicas de reprodução humanas para realizarem o sonho de terem seus filhos biológicos. Atual legislação permite que casais homoafetivos ou pessoas solteiras possam utilizar técnicas como a inseminação intrauterina (IIU) e fertilização in vitro (FIV) para terem filhos.

01A Fertilização in vitro associada a doação anônima de banco de sêmen é muito procurada por casais homoafetivos formados por mulheres

Existe a possibilidade de 3 tipos de tratamentos:

Inseminação intrauterina: consiste em induzir a ovulação de uma delas, realizar o acompanhamento necessário e posteriormente inserir em sua cavidade uterina o sêmen processado de um doador anônimo.

Fertilização in vitro: Após estimulação ovariana, realiza-se a coleta dos óvulos, estes são fertilizados (por espermatozoide de doador anônimo) e depois esse embrião é transferido para o útero da mesma mulher.

Fertilização in vitro ROPA: conhecida como gestação compartilhada. Consiste em realizar a fertilização (por espermatozoide de doador anônimo) com óvulo de uma e o embrião formado é transferido para o útero da parceira, permitindo que as duas tenham participação na gestação.

A idade e saúde da mulher que vai fornecer seus óvulos para serem fertilizados é um fator fundamental de todo processo, pois está relacionado com o aumento das chances de sucesso no tratamento.

Tratamento para casais homoafetivos masculinos

Para os casais homoafetivos masculinos que possuem o desejo de constituir uma família e não querem adoção, tem opção de acessar os tratamentos de Fertilização Assistida em clínicas de Reprodução Humana Assistida.

A medicina tem grande preocupação no bem-estar e na saúde de todos os indivíduos, respeitando as classes, gêneros e opção sexual de cada um. Este público merece toda nossa preocupação e respeito acima de tudo.

Para os casais homoafetivos masculinos, a FIV é a única opção, onde são recebidos óvulos doados de doadoras anônimas e a gestação deve ocorrer na doadora temporária do útero.

Segundo resolução do Conselho Federal de Medicina de 2015, a doadora temporária do útero deve pertencer a família do casal, num parentesco consanguíneo de até o quarto grau, ou seja, primeiro grau- mãe; segundo grau- irmã/avó; terceiro grau- tia; quarto grau- prima.

O CFM ainda estendeu a possibilidade de cessão temporária do útero para familiares em grau de parentesco consanguíneo descendente, ou seja, filha e sobrinha também podem ceder temporariamente seus úteros.

Cada vez mais, os casais homoafetivos têm procurado clínicas de reprodução assistida, devido ao sonho de construir uma família com o material genético de um dos parceiros.

A Neo Vita considera justa todas as formas de amor.

Ficamos felizes e orgulhosos em fazer parte da história de tantos casais homoafetivos masculinos e femininos que nos procuram para realizar o sonho de serem pais e mães.

O amor não tem opção sexual, todas as formas de amar são valiosas e merecem ser respeitadas.

Queremos fazer parte do seu sonho e na formação de novas famílias.

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp