Fale com um
Especialista!
(11) 5052-1000 Whatsapp
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1
Agende sua Consulta

Veja a principal dificuldade para engravidar após os 35 anos.

Fertilização 05/06/2019
Veja a principal dificuldade para engravidar após os 35 anos.

Um dos maiores problemas que influenciam e comprometem a fertilidade feminina é causada pela idade da mulher. A média de idade das mulheres que engravidam vem aumentando a cada ano. Antigamente a média de idade para uma mulher ser mãe era de 25 anos, hoje ultrapassa 35 anos. Muitos fatores estão provocando esse desejo de engravidar mais tarde. Como a busca êxito profissional antes de se tornarem mães. Isso as tornam mais seguras e estáveis, porém é nessa fase que geralmente ocorre o envelhecimento ovariano. Não importa o quanto jovem ela pareça, os óvulos envelhecem com o passar dos anos. O envelhecimento ovariano é caracterizado como a perda da saúde reprodutiva dos ovários e óvulos (oócitos).

Quando a mulher está para entrar em menopausa, os hormônios tornam-se insuficientes, falta ovulação, diminui a fertilidade, as menstruações se tornam irregulares, depois escassas, vão diminuindo gradualmente e, depois desaparecem completamente de forma irreversível.
As mulheres não produzem óvulos novos após o nascimento. A reserva ovariana decresce com a idade e para algumas mulheres a fertilidade já começa a diminuir a partir dos 35 anos. O grau de declínio varia de mulher para mulher, mas este envelhecimento começa após os 35 anos e permanece de forma contínua até a menopausa.

A partir dos 35 anos o número de folículos em bom estado que restam nos ovários vai diminuindo. Os folículos, que começaram a se formar quando a mulher ainda estava sendo gerada no útero materno, vão se deteriorando e sendo usados desde o seu nascimento. Quanto mais o tempo passa, menos óvulos viáveis a mulher tem. Isso significa que os óvulos que a mulher tem são os mesmo que já tinha quando estava na vida intrauterina da mãe, e eles vão sofrendo uma série de agressões causadas por diferentes impactos.

O envelhecimento ovariano natural pode ser explicado de duas maneiras: pela genética (pelo encurtamento dos telômeros) e pela diminuição da atividade e número das mitocôndrias. O envelhecimento dos ovários e oócitos, também pode ser desencadeado por outros fatores, como estresse, ansiedade, cansaço, tensões, distúrbios do sono, uso de substâncias tóxicas (medicamentos, álcool, cigarros e etc.), uso de drogas ilícitas, exercícios em exagero, hábitos alimentares inadequados desencadeando assim o processo de envelhecimento prematuro dos ovários. Assim, as chances de engravidar caem drasticamente e a probabilidade de enfrentar problemas de fertilidade aumenta de forma significativa.

Exames de fertilidade comuns, como a histerossalpingografia, dosagens hormonais (Anti Mulleriano HAM), Ultrassom transvaginal CFA (contagem de folículos antrais) para a mulher, podem ser requisitados para diagnosticar algumas dessas condições. É importante ressaltar também , o aumento no risco de anomalias cromossômicas e aborto em pacientes com idade avançada. Contudo, o avanço de técnicas em reprodução assistida trouxe inúmeras possibilidades para quem adiou ou deseja adiar a maternidade. O congelamento de óvulos e embriões, a ovodoação permitiu altas taxas de sucesso para clínicas e para o desejo de engravidar dessas mulheres.

Nós, da Neo Vita, estamos á disposição em nossa página de contato para responder suas dúvidas, e te auxiliar em todo processo gestacional.

Crédito: yacobchuk / Tipo de licença: Royalty-free / Coleção: iStock / Getty Images Plus

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital