(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Exame beta-HCG: descubra como funciona e cada etapa do processo

A gravidez é um momento muito especial para o casal e envolve tanto mudanças biológicas quanto emocionais. O casal fica apreensivo e com medo para receber o resultado e umas das dúvidas mais questionadas por eles, é sobre a realização do teste de gravidez.

Beta-HCG: Os testes de gravidez

O hormônio gonadotrofina coriônica (HCG) é produzido pelas células do trofoblasto, tecido inicial que originará a placenta. Após a transferência embrionária, o embrião implanta e então começa a desenvolver o trofoblasto que inicia a produção do HCG. Sendo assim, é preciso de alguns dias para detectarmos níveis circulantes no sangue materno.

O exame de Beta-HCG quantitativo (de laboratório) indica a quantidade de hormônio presente no sangue, tornando o teste mais sensível.  Esse exame é realizado a partir da coleta de uma amostra de sangue que é enviada ao laboratório para análise. A partir do resultado, o médico consegue identificar a concentração do hormônio HCG no sangue e de acordo com a concentração, é possível saber a semana da gestação.

Por outro lado, o exame beta HCG qualitativo é o teste de gravidez de farmácia, o teste de urina que é capaz de detectar quantidades bem baixas do beta HCG, que apenas indica se mulher está grávida ou não.

Nos tratamentos de reprodução humana assistida, orientamos nossos pacientes fazerem o Beta-HCG quantitativo, pois é mais sensível e pode detectar a implantação antes do teste do Beta- HCG qualitativo.

Etapas da Fertilização in vitro e o exame beta-HCG

O Procedimento envolve seis fases ou também podem ser chamadas de etapas.

1 – Indução da ovulação, realizada para aumentar a produção de óvulos.

2- Conhecida como a coleta dos gametas (óvulos e esper matozoides). Os ovócitos (óvulos) são captados por meio da aspiração folicular e o líquido coletado levado ao laboratório para manipulação e preparo. Os espermatozoides são coletados por meio da masturbação (ou técnicas cirúrgicas específicas, quando necessário).

3- Manipulação e a seleção dos ovócitos maduros para fertilização.

4- O sêmen do marido coletado é levado ao laboratório para processamento e preparação seminal.

5- Totalmente realizada em laboratório, a fertilização in vitro (FIV). Quando a FIV é convencional, os ovócitos e os espermatozoides são preparados em uma placa de cultivo para fertilização de forma ativa, ou seja, os espermatozoides procuram e fertilizam os óvulos, de modo que, para cada óvulo, apenas um espermatozoide poderá fertilizá-lo. Por outro lado, na Injeção intracitoplasmática do espermatozoide (ICSI) os espermatozoides são injetados dentro de cada óvulo maduro através de uma microagulha observada e guiada por um microscópio. Após a FIV, os embriologistas acompanham o desenvolvimento embrionário.

6- A transferência dos embriões. Nessa etapa, se a fertilização for bem sucedida e o desenvolvimento embrionário também, em estágio de blastocisto o embrião é congelado e assim a mulher inicia o preparo do útero (endométrio) para a transferência. Após a transferência acontece a nidação (implantação) e o início da gravidez.

Afinal, depois de todas essas etapas, Quando devo realizar o exame beta- HCG?

Nos casos de transferência de embrião descongelado, solicitamos aos nossos pacientes o teste 12 dias após a transferência embrionária de Blastocisto (D5 a D7). Após o resultado positivo, recomendamos a repetição do exame em até 48 horas (2 dias) para verificar se os níveis circulantes no sangue materno aumentam. Se os níveis dobrarem, é um excelente sinal que a gestação pode evoluir muito bem.

 

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp