(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Cuidados e precauções a se tomar na relação entre miomectomia e gravidez

Infertilidade 17/01/2020
Por que a FIV pode não dar certo?

O mioma uterino é um tumor benigno que se desenvolve na parede muscular do útero em mulheres que tenham predisposição genética, sendo considerada uma doença do período reprodutivo da mulher. Atualmente o mioma, atinge cerca de 50% das mulheres com idade entre 30 e 50 anos.

Estima-se que o mioma pode afetar de 3% a 5% dos casos de infertilidade feminina. Os miomas desenvolvem-se a partir da proliferação de células do miométrio e costumam regredir depois da menopausa.

Entretanto, seu tamanho, quantidade e localização podem ocasionar problemas incluindo dores, sangramentos intensos e também podem comprometer a fertilidade quando estão atrapalhando o endométrio, local onde ocorre a implantação do embrião.

Tipos de miomas e infertilidade

Dependendo de sua localização, os miomas agrupam-se nos três principais tipos:

– Subserosos: localizam-se na superfície serosa do útero, porção mais externa, geralmente crescem para fora. Esse tipo de mioma não costuma apresentar sintomas, exceto quando atinge grandes volumes, podendo causar compressão dos órgãos adjacentes e dificilmente comprometem a fertilidade;

– Intramurais: desenvolvem no interior da parede uterina. Podem ser grandes o suficiente a ponto de distorcer a cavidade uterina e a superfície serosa. Se expandem fazendo com que o útero aumente seu tamanho acima do normal;

– Submucosos: derivam das células miometriais e frequentemente crescem para a cavidade endometrial dificultando a progressão da gravidez.

Em um estudo realizado pelo departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Universidade de Auckland na Nova Zelândia em 22 casos de miomatose foi constatado que as mulheres com miomas subserosos não apresentaram quadro de infertilidade.

No entanto, as mulheres com miomas submucosos e miomas intramurais apresentaram diminuição da fertilidade.

Miomectomia na FIV

A miomectomia consiste na remoção cirúrgica de um mioma uterino. Através de um procedimento cirúrgico é realizado a exérese do mioma que se encontra no útero.  A decisão da cirurgia depende da localização, quantidade, tamanho dos miomas e os sintomas associados.

O procedimento de miomectemia é indicado para mulheres que pretendem preservar a fertilidade e que não conseguem engravidar. Em casos de infertilidade, a miomectomia melhora o prognóstico nos casos em que o mioma uterino se encontra como único fator.

Na gestação, os miomas podem crescer, pois dependem de hormônios como estradiol e progesterona. Com isso, a chance de abortamento, trabalho de parto prematuro aumenta em miomas volumosos. Deste modo, a cirurgia está indicada para pacientes com miomas submucosos e / ou miomas maiores que 4 a 5 cm, principalmente os que distorcem a cavidade uterina antes da gestação.

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp