Fale com um
Especialista!
(11) 5052-1000 Whatsapp
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1
Agende sua Consulta

Não consigo engravidar: descubra o que pode estar acontecendo e o que fazer

Infertilidade 15/11/2019
Não consigo engravidar: descubra o que pode estar acontecendo e o que fazer

A reprodução humana é considerada complexa, e para que a mulher consiga obter uma gravidez de sucesso, os órgãos reprodutivos devem estar saudáveis, um bom funcionamento do eixo hipotálamo hipófise gonadal e um número de etapas devem acontecer em momentos específicos.

Dentre essas etapas temos a ovulação, transporte de gametas (oócito e espermatozoides) através das tubas uterinas, fertilização e implantação do embrião no endométrio. O bom funcionamento do eixo hipotálamo hipófise gonadal é importante, pois a hipófise é responsável pela liberação dos hormônios (gonadotrofinas): FSH (hormônio Folículo Estimulante) e LH (hormônio Luteinizante).

Enquanto a hipófise deverá responder adequadamente ao FSH e LH, os ovários devem produzir adequadamente ao estradiol e a progesterona para que a ovulação ocorra de forma adequada. Não basta ter somente uma liberação adequada destes hormônios, o folículo se romper para que o oócito (óvulo) seja liberado, processo denominado ovulação, e este ser conduzido pelas tubas uterinas, onde ocorrerá a fertilização até chegar na cavidade uterina, pois se há alguma dificuldade com a implantação do embrião no endométrio, a gravidez não acontece.

Investigação para Infertilidade

Infertilidade é definida como incapacidade de engravidar em um ano de tentativas (relações sexuais regulares e bem distribuídas ao longo do mês), sem o uso de métodos anticoncepcionais. É uma condição que pode resultar de fatores fisiológicos presentes tanto no homem, quanto na mulher.

Inicialmente o casal será interrogado sobre o histórico pessoal e familiar a fim de obter-se um norte na determinação diagnóstica. A seguir, o casal será examinado e posteriormente (caso necessário) exames complementares serão solicitados.

Após estas etapas iniciais, todos os resultados serão avaliados e analisados criticamente em busca das causas possíveis da infertilidade. Finalmente, o tratamento adequado será proposto.

Exames para investigação da infertilidade

Para uma investigação completa do casal, é preciso que a mulher realize exames que tenham o objetivo de avaliar problemas hormonais e de ovulação, pois muitas vezes a mulher pode ter uma anovulação crônica, com ciclos menstruais irregulares e de intervalos longos ou até mesmo ter essas alterações devido a síndrome dos ovários policísticos.

Também é de grande importância avaliar a integridade anatômica das tubas uterinas (avaliadas pela histerossalpingografia) e do útero, pois a endometriose é uma doença que causa alterações anatômicas devido aos focos endometrióticos.

Por outro lado, no caso do homem primeiramente é pedido o exame de espermograma para avaliação dos espermatozoides quanto a sua concentração, motilidade e morfologia. Exames complementares são solicitados pelo médico especialista em casos específicos.

Perguntas importantes

Para identificar a causa da infertilidade, as seguintes perguntas devem ser respondidas pelo casal:

  1. Existem problemas com a ovulação?
  2. Existem problemas com a produção de espermatozoides ou com sua função?
  3. Há possibildades de ocorrer a fertilização entre o óvulo e o espermatozóide?
  4. A implantação pode ocorrer e ser mantida?

Normalmente encontramos infertilidade de causa na mulher (fator feminino) em 40% dos casos, outros 40% são devidos ao fator masculino; 10% devido a ambos (casal) e os 10% restantes são classificados como não identificáveis (ISCA – Infertilidade sem Causa Aparente).

O casal deve ser avaliado simultaneamente, iniciando com uma entrevista, história completa e exame físico detalhado. Depois passará aos testes mais específicos, de acordo com as necessidades de cada casal.

Crédito: Rawpixel / Tipo de licença: Royalty-free / Coleção: iStock / Getty Images Plus

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital