(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Por que não consigo engravidar no período fértil? Pode ser infertilidade?

A reprodução humana é considerada complexa e para que a mulher consiga obter uma gravidez de sucesso, os órgãos reprodutivos devem estar saudáveis, um bom funcionamento do eixo hipotálamo hipófise gonadal e um número de etapas devem acontecer em momentos específicos. Dentre essas etapas temos a ovulação, transporte de gametas (ovócito e espermatozoide) através das tubas uterinas, fertilização e implantação do embrião no endométrio.

O bom funcionamento do eixo hipotálamo hipófise gonadal é importante, pois a hipófise é responsável pela liberação dos hormônios (gonadotrofinas): FSH (hormônio Folículo Estimulante) e LH (hormônio Luteinizante). Enquanto a hipófise deverá responder adequadamente ao FSH e LH, os ovários devem produzir adequadamente ao estradiol e a progesterona para que a ovulação ocorra de forma adequada.

Não basta ter somente uma liberação adequada destes hormônios, o folículo se romper para que o ovócito (óvulo) seja liberado, processo denominado ovulação, e este ser conduzido pelas tubas uterinas, onde ocorrerá a fertilização até chegar na cavidade uterina, pois se há alguma dificuldade com a implantação do embrião no endométrio, a gravidez não acontece.

Não consigo engravidar. O que faço?

Essa é uma questão que angustiam muitas pessoas. Ficamos sem saber o que fazer, qual médico procurar e quando procurar.

O tempo médio necessário para engravidar é de seis meses e 80% dos casais são bem sucedidos em até um ano. A ansiedade é normal se a gravidez não ocorrer nos primeiros meses, mas a maioria dos jovens casais é aconselhado a continuar tentando por um ano antes de procurar ajuda médica. Casais mais velhos, sobretudo quando a mulher tem mais de 35 anos, podem solicitar ajuda mais cedo, porque a fertilidade decresce com a idade, especialmente nas mulheres. Nestas situações, recomenda-se procurar auxílio médico após 6 meses de tentativas sem sucesso.

Se houver dificuldade para engravidar, o casal deve consultar o médico. Ele perguntará sobre a vida sexual e se há alguma dificuldade em particular com as relações sexuais. Também perguntará se há relações nos dias férteis que ocorrem no meio do ciclo menstrual, quando há maior probabilidade de engravidar. O médico analisará a história clínica do casal, pois doenças ou cirurgias anteriores podem ser relevantes para o problema. Questionará sobre a frequência com que tomam bebidas alcoólicas, se fumam, se tomam algum medicamento ou droga.

Se ambos forem relativamente jovens e não houver nenhum problema aparente, o médico poderá aconselhar medidas para melhorar as possibilidades de concepção (fazer uma dieta saudável, não fumar, reduzir a quantidade de bebidas alcoólicas, fazer sexo de dois em dois dias no período fértil, tentar não se preocupar, já que o estresse pode diminuir a fertilidade).

Se ele suspeitar de um problema que impede a gravidez, ou se a mulher tiver mais de 35 anos, poderá realizar exames mais específicos para a indicação do tratamento adequado. O coito programado, inseminação intrauterina ou a fertilização in vitro podem ser boas alternativas se o problema não tiver solução naturalmente.

Dessa forma, não é preciso entrar em pânico. A Medicina dispõe hoje de inúmeros tratamentos que podem trazer a gestação. Basta persistir e conte com seu médico!

Causas da infertilidade

As causas de infertilidade são diversas, podendo ser fatores femininos, fatores masculinos ou uma combinação de fatores. Por isso é necessário uma avaliação médica conjunta, para avaliar e diagnosticar o motivo da infertilidade no casal, para que seja possível o tratamento correto ao problema diagnosticado.
As causas são em proporção semelhante entre os casais: em 40% dos casos, provém de um fator feminino, em outros 40%, o fator é masculino. As vezes a causa pode ser multifatorial (mais de um fator pode estar presente na mesma pessoa). Os outros 20% são situações em que ambos apresentam fatores de infertilidade.

Fatores genéticos e ambientais também contribuem para desenvolvimento de infertilidade. Se você tem algum problema de infertilidade, procure ajuda de nossos médicos especialistas, que poderão auxiliar em tratamentos cirúrgicos, medicamentoso, coito programado, inseminação artificial, ou até mesmo na fertilização in vitro.

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp