(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Azoospermia: conheça as causas do problema e como pode interferir na fertilidade masculina

Saúde masculina 11/03/2020

Os problemas de fertilidade preocupam a maioria das mulheres, mas também causam receio em muitos homens que têm o sonho de ser pai. Um dos problemas de infertilidade masculina que mais preocupa os homens é a azoospermia. Nada mais é do que a ausência de espermatozoides no sêmen.

O diagnóstico correto da azoospermia é muito importante, uma vez que quase 30% dos homens ditos com azoospermia na verdade não são azoospérmicos. Pode acontecer de algumas vezes os espermatozoides somente aparecerem no exame após centrifugação de todo o sêmen, ou seja, há uma contagem tão baixa que precisa ser melhor analisada, mas não é zero.

Outra possibilidade é a de homens que precisam fazer mais de uma coleta, pois há casos em que os espermatozoides estão presentes em apenas uma delas, descartando o diagnostico de azoospermia. Portanto, o diagnóstico só pode ser liberado após dois ou mais espermograma sem a presença de espermatozoides, mesmo com a centrifugação de toda amostra

Causas da Azoospermia

Azoospermia tem como definição, ausência de espermatozoides no liquido seminal após centrifugação de todo o material ejaculado.

AZOO= ausência

SPERMIA = espermatozoides

Existem basicamente dois tipos de azoospermia: obstrutiva e não obstrutiva.

Azoospermia obstrutiva:

esse tipo de azoospermia é de ótimo prognóstico, pois o problema não está relacionado à produção, mas sim na obstrução do canal (ducto deferente) por onde sai o sêmen. Há produção de espermatozoides nos testículos, porém os espermatozoides não conseguem alcançar o ejaculado. Neste caso o problema seria de condução/ transporte de espermatozoides e a técnica realizada por obtenção de espermatozoides epididimários

As principais causas são:

Infecções genitais, cuja reação inflamatória leva ao fechamento dos canais condutores do sêmen;

Fibrose cística, doença transmitida geneticamente que leva o homem a nascer sem os canais deferentes;

Vasectomia, a causa mais comum de azoospermia obstrutiva e é reversível por meio de cirurgia.

Azoospermia Não Obstrutiva:

Nesse tipo de azoospermia, tanto pode haver uma produção mínima de espermatozoides incapaz de sair pela ejaculação quanto ausência completa de fabricação, ou seja, os testículos produzem pouco ou não produzem espermatozoides. Neste caso realiza a obtenção de espermatozoides testiculares e as causas genéticas sempre devem ser procuradas por meio de exames genéticos, como o cariótipo e a Microdeleção do Cromossomo Y.

 

É preciso da avaliação do médico especialista para definir qual é  a causa, o tipo de azoospermia e mais os resultados laboratoriais, como o espermograma com processamento seminal, são imprescindíveis para a escolha da técnica a ser realizada.

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp