(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Entenda a relação entre o Finasterida e a infertilidade masculina

A análise seminal é uma das etapas importantes para direcionar o médico especialista no tratamento de reprodução humana assistida. É importante ser bem realizada pelo profissional e isso vai depender tanto da capacidade técnica quanto o nível de sua experiência e conhecimentos adquiridos. O médico especialista precisa avaliar minuciosamente o paciente a fim de realizar associações e descobrir o motivo do resultado da análise.

Remédio para calvície e sua relação com a infertilidade masculina

O medicamento Finasterida é utilizado para tratamento de calvície e a descoberta de sua ação foi por acaso. O Finasterida é utilizado no tratamento de hiperplasia benigna prostática (HBP) e o efeito colateral que o medicamento apresentava era justamente evitar a queda de cabelos.

Finasterida é um medicamento antiandrógeno inibidor da 5-alfarredutase, a enzima que converte a testosterona em di-hidrotestosterona, que é o hormônio masculino ativo e tem ação direta no testículo. Com a inibição da enzima, a testosterona consequentemente age menos no organismo no homem, inibindo o crescimento da próstata e combatendo a queda de cabelo em homens.

Estudos clínicos demonstraram que a medicação diminui a progressão da queda e aumenta o crescimento do cabelo em homens que sofrem de queda de cabelo hereditária. O Finasterida influencia no metabolismo dos andrógenos e existe uma preocupação a respeito do seu uso para os pacientes jovens em idade fértil.

Como o Finasterida pode interferir na fertilidade masculina?

Alguns estudos da Fertility and Sterility, publicados pela Associação Americana de Medicina Reprodutiva  (ASRM – American Society for Reproductive Medicine) mostraram que devido a diminuição de di-hidrotestosterona no organismo, ocorre alteração na produção de espermatozoides em testículos.

Entretanto homens que tomam Finasterida sem apresentar outras causas de infertilidade não apresentaram alterações no espermograma. Por outro lado, aqueles que apresentaram alterações significativas no espermograma, também tinham outras causas de infertilidade envolvidas, como, por exemplo, a varicocele (varizes dentro do testículo). Neste caso o Finasterida pode amplificar as consequências da varicocele.

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp