(11) 5052-1000
Neo Vita - Reprodução Humana e Saúde Reprodutiva

Resp Técnico: Dr. Fernando P. Ferreira

CRM-SP: 103.984 | RQE: 39.163.1

Entenda por quê ejaculação retrógrada é um dos maiores inimigos de casais tentantes

Saúde masculina 18/03/2020

A ejaculação retrógrada é ausência de esperma durante a ejaculação que acontece porque o esperma vai para a bexiga em vez de sair pela uretra. Homens que possuem ejaculação retrógrada ainda podem ter orgasmos, mas diminui a quantidade de sêmen ejaculada para fora do pênis e às vezes não sai no sêmen. Esse quadro clínico pode causar infertilidade. A ejaculação retrógrada acontece por uma falha no fechamento do colo da bexiga. Geralmente esses casos ocorrem cirurgia de próstata ou de colo vesical, os casos congênitos são considerados raros para essa condição.

Quais são as causas?

Existem diversas causas que podem causar ejaculação retrógrada. As mais comuns são:

– Lesão na medula espinhal: Lesões como a esclerose múltipla e na medula espinhal pode danificar os nervos e músculos da bexiga.

– Cirurgias – cirurgia na próstata, testículos, cólon, reto, bexiga ou a coluna inferior pode causar ejaculação retrógrada.

– Diabetes: o açúcar presente no sangue durante muito tempo pode danificar os órgãos, os nervos e afetar os músculos da bexiga.

-Medicamentos: alguns medicamentos podem interferir na ejaculação. Estes incluem antidepressivos e medicamentos antipsicóticos.

Tratamento para infertilidade

Os homens que querem engravidar suas mulheres, podem se beneficiar com os tratamentos de reprodução humana assistida. Alguns medicamentos podem auxiliar em uma ejaculação direta ou serem recuperados pela urina. Entretanto, se essas tentativas falharem, um médico especialista pode tentar extrair os espermatozoides sem a ejaculação do homem. Estes procedimentos incluem:

– PESA (Aspiração percutânea de espermatozoides epididimários)

Os espermatozoides do epidídimo (glândula situada dentro da bolsa escrotal logo acima e colada ao testículo) são obtidos principalmente pela aspiração percutânea de espermatozoides epididimários (PESA) com agulha fina, precedida de anestesia local.

– MESA (Aspiração microcirúrgica de espermatozoides epididimários)

O princípio da MESA é o mesmo da PESA), ou seja, aspirar fluido epididimário. Entretanto, ao contrário da PESA, onde a abordagem é percutânea, na MESA a abordagem é aberta e emprega-se microcirurgia.

– TESE/ TESA

Os espermatozoides dos testículos podem ser obtidos de duas formas: uma biópsia (TESE – Extração de espermatozoides testiculares) ou uma aspiração com agulha fina (TESA – Aspiração de espermatozoides testiculares), ambas precedidas de anestesia local.

Existem casos, que é preciso realizar a Micro TESE, significa microdissecção de espermatozoides testiculares. Esse é um procedimento mais demorado e requer anestesia de bloqueio pois pode demandar um tempo para encontrar os espermatozoides

Contudo, avaliação do médico especialista é imprescindível para a escolha da técnica a ser realizada.

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital

Fale por Whatsapp